Destaque

Ufes doa antissépticos a base de álcool 70%. Interessados devem preencher formulário

Atuando no combate ao coronavírus, a Ufes, por meio do Projeto de Extensão Antissépticos, está distribuindo os antissépticos a base de álcool 70%, gel e glicerinado, produzidos nos laboratórios dos departamentos de Ciências Farmacêuticas, Ciências Fisiológicas e Morfologia da Universidade (foto).

Tensão, compromisso, união: a rotina dos profissionais de saúde do Hucam na pandemia

Desde que a pandemia de coronavírus chegou ao Espírito Santo, a realidade do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam-Ufes) mudou bastante. As rotinas ficaram mais intensas, as jornadas estão mais exaustivas. “Estamos diante de um ‘novo normal’. Lidamos com uma alta demanda de pacientes suspeitos de COVID-19 e, por outro lado, houve a redução de atendimento de ambulatório.

Mais 12 camas restauradas são entregues ao Hospital Jayme Santos Neves

Mais 12 camas hospitalares restauradas foram entregues nesta quinta-feira, 18, pela equipe da Ufes e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) ao Hospital Jayme Santos Neves, referência no estado para os casos de COVID-19.

Em luto pelas vítimas da COVID-19, Ufes mantém bandeira hasteada a meio-mastro

Em memória às vítimas da COVID-19, a Administração Central da Ufes hasteou a bandeira da Universidade a meio-mastro, em frente ao Teatro Universitário. A homenagem, sinal de luto da Universidade, foi uma decisão do Conselho Universitário.

Tecnologia com uso de infravermelho possibilita diagnóstico rápido e mais barato para COVID

Pesquisadores da Ufes, em colaboração com universidades do Brasil e da Inglaterra, estão utilizando a espectroscopia por infravermelho para a realização de testes que identificam, de forma rápida e de baixo custo, as tendências e as reações em tempo real do novo conoravírus.

Sistema Integrado de Biblioteca cria plataforma para divulgação de eventos digitais

Reunir e divulgar informações de eventos acadêmicos e científicos realizados de forma on-line, nas diversas áreas do conhecimento, pautaram a criação do Diretório de Eventos Acadêmicos e Científicos Digitais (Deac) pelo Sistema Integrado de Bibliotecas (SIB) da Ufes. Trata-se de uma plataforma que disponibiliza para a comunidade em geral informações sobre os eventos digitais realizados na Universidade ou de interesse da comunidade acadêmica.

Debate realizado pela Ufes ressalta a importância da busca coletiva de soluções para a Universidade

“Essa crise é uma oportunidade de nos reinventarmos, de buscarmos outras alternativas para a condução da Universidade, dos processos e das responsabilidades que são inerentes ao ensino público de qualidade”.

Semana do Refugiado terá programação aberta ao público a partir desta terça-feira, 16

Em homenagem ao Dia Mundial do Refugiado, que se comemora no próximo sábado, 20, a Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM) na Ufes, programou a Semana do Refugiado. Devido às recomendações de distanciamento social por causa da pandemia do novo coronavírus, a programação será toda on-line.

A partir desta terça-feira, 16, e até o dia 19, haverá lives com especialistas e pesquisadores que debaterão vários temas relacionados aos refugiados. No sábado, dia 20, ocorrerá um evento solidário, exibição de documentário e debates (veja abaixo a programação completa).

Pesquisa revela que pardos e negros morrem mais por COVID-19

Um levantamento de dados epidemiológicos realizado no Brasil mostra que pessoas pardas e negras, principalmente no Norte e do Nordeste do país, têm mais chances de morrer vítimas do vírus SARS-CoV-2 do que as que se identificam como brancas. Esse foi o resultado do estudo realizado a partir dos registros de 11.321 pacientes com COVID-19 cadastrados no Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe, do Ministério da Saúde, utilizado para monitorar os casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG – ou SARS, do inglês Severe Acute Respiratory Syndrome) nos hospitais.

Projeto usa cartas para integrar indígenas em época de coronavírus

Com o objetivo de propagar a cultura, manter a integração dos povos indígenas diante da realidade do novo coronavírus e dar visibilidade às experiências de resistência em época de pandemia, a professora de Pós-Graduação em Educação e coordenadora do Grupo de Pesquisa Imagens, Tecnologias e Infância (GPITI) da Ufes, Fernanda Camargo, em parceria com a professora da Universidade Federal do Sul da Bahia e coordenadora do Núcleo de Pesquisa Ensino e Extensão em Experiência do Sensível (NUPEEES), Marina Rodrigues Miranda, criaram a iniciativa Cartas dos(as) guardiões(ãs) da Terra e do Céu: e

Páginas

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910